geração z - a arte de entender (ou não) uma nova geração

A arte de entender (ou não) uma nova geração

 

Você mal se acostumou com a ideia dos Millenials e uma nova geração já está começando a tomar conta das ruas e, principalmente, do mercado de trabalho e consumo. Faz parte do ciclo da vida humana se dividir em períodos marcados por grandes mudanças, claro.

Você não precisa temer, mas, precisa entender o que essas mudanças trazem para sua realidade, certo?

A realidade é que nós sempre estaremos em constante mudança: social, emocional, física e mental. Mas hoje, o elemento que marca a chegada de uma nova geração de pessoas à sociedade é uma variável muito forte: a tecnologia.

A Geração Z (nome dado para aqueles que nasceram entre 1995 e 2010) foi criada em uma era totalmente conectada. Desde o primeiro dia de suas vidas, a internet já estava disponível até mesmo para que um parente, que estivesse do outro lado do mundo, pudesse ver seu nascimento. Mas, o que isso implica em nossas vidas e nossos negócios?

Diversos estudos mostram que os hábitos de consumo desse grupo de jovens é totalmente diferente ao das gerações anteriores. Consumo de mídia, ideias, assuntos, propostas engajadoras. Os “Jovens Z” estão mais conectados ao propósito das marcas do que a seus produtos. Querem participar da conversa, não apenas serem ponto de passagem da palavra.

Empresas como a “Cassandra Report” (referência no estudo das gerações Millenial e Z) traz dados interessantes sobre o comportamento dessas pessoas.

Sabemos que os Millenials são mais preocupados com a experiência e com a qualidade de seu tempo fora do ambiente de trabalho, na tentativa de equilibrar sua vida pessoal e profissional. Mas, de acordo com pesquisas recentes, parece que o panorama não é mais o mesmo para os novos trabalhadores do Mercado.

 

Gráfico que mostra um comparativo de comportamento de consumo entre as gerações Y e Z. Fonte: Cassandra Report

 

Dentre os mais variados assuntos trazidos pela pesquisa, fica o dado curioso de que a geração Z, ao contrario dos Millenials (também chamados de Geração Y), dão mais atenção aos produtos do que às experiências em si. Além disso, os meios favoritos de serem atingidos por marcas parecem ser as redes sociais e os anúncios online, por parte dos mais jovens.

E por que é importante que você entenda tudo isso?

Ora, uma nova geração significa novos modelos mentais, novos hábitos de consumo e comportamento. Estamos vendo uma nova onda de pessoas que começa a entrar no mercado de trabalho agora e, portanto, começa a adquirir poder de consumo nesse momento.

Isso significa também que teremos novos decisores no mercado, com novos backgrounds e gatilhos mentais diferentes. Como você vai lidar com isso?

Alguns traços importantes de Geração Z

Sabendo dessa mudança, como podemos definir essa nova leva de pessoas? Vamos reunir alguns dos seus principais traços aqui:

  • Ambiciosas – são pessoas que, desde pequenas, tem em seus ombros a responsabilidade de transformar o mundo em um “lugar melhor” (seja lá o que isso signifique). Portanto, seus objetivos são sempre grandiosos. Para eles, reinventar é mais necessário do que inventar.
  • Éticas – acreditam que os valores éticos devem estar incorporados em empresas, pessoas e toda a sociedade. Entendem que as marcas precisam estar preocupadas com causas sociais e ambientais. Além disso, por possuírem um poder cognitivo grande (gerado pela facilidade no acesso à informações das mais variadas fontes), os jovens da geração Z encontram facilmente uma empresa com discurso inconsistente.
  • Financeiramente conscientes – por terem crescido em um período marcado por algumas crises financeiras pelo mundo, essa geração tem uma consciência financeira mais apurada do que a anterior.
  • Mimadas – por ser uma geração muito “emporderada”, entendem que podem ter o que quiser, a hora que quiser. Estão acostumados a rápidos retornos, quase instantâneos .
  • Autênticas – não ligam para rótulos, classes sociais, grupos distintos, raças ou gêneros. Para eles, é importante que cada um tenha abertura para se expressar da maneira como se sentem mais confortáveis.

 

Seja breve, não temos tempo pra você

Um estudo da Upfront Analytics (empresa que coleta dados por plataformas de games), mostra que o jovem da nova geração é extremamente objetivo. O lastro de atenção dessas pessoas é de apenas 8 segundos. Mais de 11% das pessoas desse grupo possuem o chamado desvio de atenção.

 

Estudo da Upfront Analytics mostra que o tempo de atenção de um jovem da Geração Z é muito curto em relação a geração passada.

 

Muito disso se dá por conta do excesso de informação ao qual as pessoas são expostas atualmente. O volume de dados que consumimos hoje é tão crítico que pode causar problemas como depressão, ansiedade, falta de foco e enfraquecimento do poder de decisão nessa geração.

Por isso, raros são os momentos de concentração e tempo livre para consumir informação gerada por você e aqueles ao seu redor. Passar uma mensagem breve é tão importante quanto passar uma mensagem relevante.

Entenda nossos ideais ou vá embora

Ainda em cima da pesquisa da Upfront Analytics, é possível perceber que a geração Z tem uma personalidade forte, que você precisa entender para se comunicar diretamente com ela.

72% dos jovens que estão no colégio agora desejam empreender no futuro (até mesmo em futuro breve, ainda no colégio). Isso significa que em pouco tempo, teremos um grupo cada vez maior de tomadores de decisão (de diversas naturezas) impactando nossa sociedade.

É preciso entender esse perfil dinâmico, impaciente e imediatista para poder se comunicar da maneira adequada com esse novo público que já representa a maior fatia da população mundial.

Caso contrario, os anos a frente reservarão um desafio enorme para você, seja como profissional ou empreendedor.

 

Em resumo: o que representa a Geração Z para o mercado?

A humanidade é cíclica e sabemos disso. É claro que generalizar um grupo muito grande de pessoas nunca é o ideal para entendermos a fundo nosso consumidor.

Mas, é cada vez mais uniforme o traço digital na personalidade das pessoas, mesmo as fora da Geração Z.

Você precisa ser mais ágil, objetivo e organizado para conversar com seu cliente. Desenvolver produtos atrativos, que solucionem problemas da rotina das pessoas.

Somente assim, você e/ou sua empresa estarão prontos para continuar sendo relevantes no futuro próximo.